A GNR deteve 202 pessoas, metade dos quais por condução ilegal e condução sob o efeito do álcool, nas operações de combate à criminalidade e fiscalização rodoviária realizadas na última semana em todo o país, indicou esta sexta-feira a corporação.

Em comunicado de balanço da atividade operacional da semana entre 8 e 14 de maio, a Guarda Nacional Republicana destaca as 63 detenções por condução sem habilitação legal, 51 por condução sob o efeito do álcool, 16 por tráfico de droga, 11 por furto, seis por violência doméstica, três por posse ilegal de armas e duas por posse de arma proibida.

A GNR acrescenta que, na última semana, apreendeu também 1.323 doses de haxixe, 77 doses de cocaína, 56 doses de heroína, 26 armas de fogo, 15 armas brancas, 3.645 munições de diversos calibres, 50.000 cigarros, 1.800 quilos de pescado, 1.400 quilos de bivalves, cinco veículos e 3.745 euros em numerário.

No âmbito da fiscalização de trânsito, os militares da GNR detetaram 3.767 infrações, 2. 261 das quais por excessos de velocidade, 264 relacionadas com anomalias nos sistemas de iluminação e sinalização, 173 por uso ido telemóvel durante a condução e 167 por falta de inspeção periódica obrigatória, 149 por falta de seguro.

A GNR detetou ainda 135 infrações por falta ou incorreta utilização do cinto de segurança e sistema de retenção para crianças, 69 por condução com taxa de álcool no sangue superior ao permitido por lei e 47 relacionadas com tacógrafos.