O preço de venda das casas em Portugal continental registou uma subida ligeira, de 0,5%, em abril relativamente a março, de acordo com o Índice de Preços Residenciais da Confidencial Imobiliário hoje divulgado.

Este resultado “comprova a resiliência do mercado residencial nacional que, no primeiro mês completo sob o efeito da pandemia Covid-19, manteve a tendência de estabilidade” no comportamento dos preços a curto prazo, refere a Confidencial Imobiliário em comunicado.

Assim, explica, estes dados confirmam os números apurados relativamente ao mês de março, em que a variação mensal dos preços da habitação ficou em 0,4%.

Aquele valor “representou já uma alteração expressiva face ao nível de valorização mensal que o mercado vinha registando”, vindo de um ciclo de variações mensais próximas dos 2%, aponta a informação.

Em termos homólogos, na comparação com igual mês de 2019, o Índice de Preços Residenciais apresentou uma subida de 15% em abril, “igualmente nivelada com os patamares de março (15,6%) e em claro abrandamento face ao ritmo de valorização com que o mercado iniciou o ano”, altura em que se atingiu uma valorização homóloga em torno dos 17,0%.

O Índice de Preços Residenciais da Confidencial Imobiliário acompanha a valorização do mercado de habitação em Portugal a partir dos preços efetivos de transação, tendo por base o Sistema de Informação Residencial (SIR).