Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

A Zenklub recebeu um investimento de 2,6 milhões de euros para financiar expansão da plataforma online de saúde emocional em Portugal, durante esta pandemia. A operação de financiamento foi liderada pelo fundo português da Indico Capital Partners e contou com participação do fundo Espanhol All Iron, da linha de financiamento da PME Investimentos 200M e de vários executivos brasileiros que estão ligados ao setor da saúde e dos seguros, anuncia a Indico em comunicado.

O investimento tem como objetivo aumentar o número de pessoas com acesso a cuidados de saúde emocional durante a pandemia de Covid-19 que estamos a viver. Com sede em São Paulo (no Brasil), a plataforma foi lançada pelos portugueses José Simões e Rui Brandão para ajudar as pessoas a viverem uma vida com propósito independentemente do sítio onde estão.

“A crise do Covid-19 alterou drasticamente as rotinas de todos nós, o que gera quadros de ansiedade, depressão, síndrome de pânico e outras doenças psicossomáticas. A procura por soluções de saúde emocional tem vindo a crescer e com o espoletar da crise a solução online tornou-se evidente. A nossa missão sempre foi democratizar o acesso à saúde emocional e, no quadro atual de isolamento e dificuldade económica, o nosso propósito é mais relevante do que nunca”.

A plataforma da Zenklub oferece opções que ajudam no desenvolvimento pessoal dos pacientes, são as “Jornadas de Autoconhecimento”, bem como sessões de terapia online com psicólogos, psicanalistas, terapeutas holísticos e, conteúdos próprios como artigos, testes e exercícios, tanto para a esfera pessoal quanto para a profissional.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Stephan Morais, diretor-geral do Indico referiu que depois de o fundo ter liderado a primeira ronda na fase semente (muito inicial), percebeu que “a equipa soube executar o plano” e que este era um momento “perfeito” para a empresa. Atualmente, a Zenklub conta com uma rede credenciada de 400 especialistas e recorre a sistemas de tecnologia e inteligência artificial.

“As necessidades deste tipo serviço online já eram grandes, agora são óbvias. As maiores empresas mundiais estão a proporcionar este tipo de apoio aos seus colaboradores e o Brasil não vai ser exceção. Aliás, no Brasil as seguradoras já cobrem consultas online e esse é o caminho em todos os países. Estamos empenhados em continuar a apoiar a equipa da Zenklub na expansão também em Portugal e posteriormente para outros países. O mercado para este serviço é enorme”, acrescentou.

Com esta ronda de investimento, a startup luso-brasileira pretende consolidar-se como líder no mercado online de saúde emocional nos dois países, apostando não só em ferramentas e tecnologia, como também em conteúdos proprietários. No Brasil, o foco será o segmento empresaria, promovendo a saúde emocional como um benefício para clientes e colaboradores. Em Portugal, a empresa vai focar-se no consumidor final e ampliar a equipa de tecnologia baseada em Lisboa.

A Indico Capital Partners anunciou recentemente o lançamento de um programa de investimento e aceleração para startups em parceria com a Google, mas este investimento vem na sequência da ronda que fez em 2019 na Zenklub. Com 54 milhões de euros comprometidos, este fundo tem como objetivo identificar, investir e capitalizar as startups ibéricas mais promissoras e investe entre 150 mil e cinco milhões de euros por empresa.