O plantel da Juventus, do qual faz parte o futebolista internacional português Cristiano Ronaldo, teve testes negativos para a Covid-19, informou esta quinta-feira o clube italiano, que testou os jogadores na quarta-feira.

“Ontem [quarta-feira] todo o grupo da equipa fez testes de diagnóstico, que deram resultados negativos“, indicou o emblema, octocampeão italiano e que liderava a Séria A de futebol antes da suspensão, após 8 de março, devido ao novo coronavírus.

Esta quinta-feira, a equipa prosseguiu os trabalhos em Continassa, o seu centro de treinos, onde Cristiano Ronaldo se apresentou na terça-feira, depois de duas semanas de quarentena e depois de um período de quase dois meses de isolamento na Madeira.

O programa de trabalho em Continassa prossegue. Durante alguns dias os jogadores fizeram sessões individuais de treino em pequenos grupos, mantendo as distâncias“, assinala o clube, que se prepara para nova metodologia.

Dentro do protocolo da comissão médica e científica da Federação Italiana de futebol, depois de terem sido testados os jogadores com resultados negativos, a equipa irá alargar as sessões de treino com grupos maiores.

Após a declaração de pandemia, em 11 de março, as competições desportivas de quase todas as modalidades foram disputadas sem público, adiadas — Jogos Olímpicos Tóquio2020, Euro2020 e Copa América -, suspensas, nos casos dos campeonatos nacionais e provas internacionais, ou mesmo canceladas.

Os campeonatos de futebol de França, Países Baixos, Bélgica e Escócia foram cancelados, enquanto outros países preparam o regresso à competição, com fortes restrições, como sucede em Inglaterra, Itália, Espanha e Portugal, que tem o reinício da I Liga previsto para 4 de junho, depois de a Liga alemã ter sido retomada no sábado.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de Covid-19 já provocou mais de 328 mil mortos e infetou mais de cinco milhões de pessoas em 196 países e territórios.

Mais de 1,8 milhões de doentes foram considerados curados.