Numa altura em que todas as equipas começam a entrar na última fase de preparação antes do retomar da Liga, com a realização de treinos conjuntos sem restrições além das que são conhecidas no protocolo de regresso, o FC Porto sofreu a pior notícia possível: Marcano contraiu uma rotura de ligamentos no joelho direito na sessão de trabalho da manhã esta quinta-feira, vai ser operado, falha o resto da época e ficará de fora nos próximos meses.

“Durante o treino da manhã desta quinta-feira, Iván Marcano sofreu um traumatismo direto no joelho direito, do qual resultou uma rotura do ligamento cruzado anterior. O central espanhol do FC Porto será submetido a uma intervenção cirúrgica logo que estejam reunidas as melhores condições clínicas para o fazer”, anunciou o clube azul e branco esta tarde, numa informação colocada no site oficial dos dragões.

Regressado esta temporada ao FC Porto, após um ano na Roma, o central espanhol era nesta altura o jogador do plantel de Sérgio Conceição com mais minutos realizados, num total de 3.330 em 37 jogos divididos entre Primeira Liga, Taça de Portugal, Taça da Liga, qualificação da Liga dos Campeões e Liga Europa. Marcano ganhou um especial peso nos últimos jogos oficiais, quando Pepe esteve de fora algumas semanas por lesão.

Marcano regressa ao FC Porto com contrato até 2023

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Desta forma, e olhando para os 11 encontros ainda em falta na presente época (dez do Campeonato mais a final da Taça de Portugal, frente ao Benfica), o técnico dos azuis e brancos passa a contar apenas com Pepe, Mbemba e Diogo Leite como centrais, podendo ainda adaptar à posição Danilo, como já aconteceu anteriormente.

De referir que, perante este cenário de rotura do ligamento cruzado anterior do joelho, Marcano deverá enfrentar uma longa paragem até outubro ou novembro, ou seja, já com os primeiros meses de 2020/21 decorridos.