A Organização Mundial da Saúde e o Instituto Smithsonian lançaram esta quinta-feira um guia para crianças e jovens para os ajudar a compreender melhor a Covid-19, reconhecendo que o conhecimento sobre a pandemia pode ser “assustador e esmagador”.

Ao longo de cerca de 30 páginas pensadas para idades entre os oito e 17 anos, propõem-se exercícios para que os jovens se perguntem sobre o que é a doença, sobre as melhores maneiras de se protegerem e às suas famílias, respostas que depois são complementadas com alguns factos científicos.

No documento “Covid-19 — Como me posso proteger a mim e aos outros?” dão-se orientações sobre como observar as regras de higiene das mãos, etiqueta respiratória, lidar e conviver com pessoas doentes em casa e encorajar os outros membros da família a protegerem-se também.

No manual dá-se espaço aos pais, cuidadores ou educadores para decidirem “ignorar certas perguntas, atividades ou tarefas pois isso poderá ir contra as diretrizes locais ou ser motivo de preocupação”.

Dos mecanismos de transmissão aos efeitos económicos da pandemia, os exercícios do manual são também inspirados pelos objetivos do desenvolvimento sustentável das Nações Unidas.

Disponível em 15 línguas, incluindo português, o manual pode ser descarregado em https://ssec.si.edu/covid-19 .

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de Covid-19 já provocou mais de 328 mil mortos e infetou mais de cinco milhões de pessoas em 196 países e territórios.

Mais de 1,8 milhões de doentes foram considerados curados.

Em Portugal, morreram 1.277 pessoas das 29.912 confirmadas como infetadas, e há 6.452 casos recuperados, de acordo com a Direção-Geral da Saúde.