O tráfego de dados subiu 2% na semana de 11 a 17 de maio e manteve-se 50% acima dos níveis do período que antecedeu a pandemia, revelou esta quinta-feira a Anacom – Autoridade Nacional de Comunicações, num comunicado.

“Na semana de 11/5 a 17/5/2020, duas semanas após o início do desconfinamento, o tráfego de voz diminuiu 4% face à semana anterior, enquanto o tráfego de dados aumentou 2%“, adiantou o regulador, salientando que este crescimento acontece depois de “três semanas consecutivas de queda”.

“O tráfego de dados móveis diminuiu 4%. No caso do tráfego de voz, a voz móvel diminuiu 4% e o tráfego de voz fixa diminuiu 6%”, revelou a Anacom.

O regulador concluiu assim que “o tráfego de dados encontra-se ainda 50% acima do verificado no período pré-Covid-19, representando os dados fixos mais de 95% do total do tráfego de dados”.

Já o tráfego de voz foi “18% superior ao registado na semana anterior à declaração de pandemia”, sendo que a voz móvel pesa 88% no total deste indicador.

Paralelamente, o “número de acessos em local fixo tem crescido, aumentando 0,7% em comparação com período” anterior à pandemia, enquanto o número de acessos móveis diminuiu entre 0,1% e 2,5%, dependendo do tipo de acesso, segundo a Anacom.

Por sua vez, o tráfego de encomendas postais diminuiu 3% face à semana anterior, “encontrando-se 24% acima do valor contabilizado no período” que antecedeu a Covid-19, indicou a entidade.

Os dados apurados pela Anacom mostram que as encomendas nacionais e as recebidas do exterior “diminuíram 3% e 9%, respetivamente, enquanto as encomendas enviadas para outros países aumentaram 6%”.

De acordo com o regulador, o volume das encomendas no global está “significativamente acima” do contabilizado na semana anterior à declaração de pandemia, de 2 de março.