Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

O foco de contágio na zona da Azambuja voltou a ser um dos temas principais da conferência de imprensa que a Direção-Geral da Saúde faz diariamente com o Ministério da Saúde. No último sábado, Marta Temido já tinha feito uma caracterização dos recentes surtos na região de Lisboa e Vale do Tejo, responsáveis pela maior concentração do números de novos casos nesta região do país. Este domingo, os números chegaram via Graça Freitas.

A diretora-geral da Saúde fez saber que, à última atualização, são 109 os casos positivos entre os trabalhadores do entreposto da Sonae, na Azambujanúmero que começou por ser 70, na passada quarta-feira –, e que apenas uma pessoa se encontra hospitalizada, porém em enfermaria e com uma “situação estável”. Os restantes encontram-se assintomáticos, outros apresentam sintomas leves.

Este artigo é exclusivo para os nossos assinantes: assine agora e beneficie de leitura ilimitada e outras vantagens. Caso já seja assinante inicie aqui a sua sessão. Se pensa que esta mensagem está em erro, contacte o nosso apoio a cliente.