O futebolista espanhol Iván Marcano, do FC Porto, vai ficar afastado dos relvados pelo menos durante os próximos três meses, devido a lesão, revelaram esta quarta-feira os “dragões”, em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários.

“O período expectável para o afastamento da competição não será nunca inferior a três meses”, confirmou o FC Porto.

Na segunda-feira, o defesa central foi operado a uma rotura de ligamento, uma intervenção que, segundo o clube, decorreu “sem intercorrências”. “Na sequência de uma rotura do ligamento cruzado anterior do joelho direito, Iván Marcano já foi operado pela equipa de José Carlos Noronha. A cirurgia teve lugar na Ordem de São Francisco, no Porto, e decorreu sem intercorrências”, informou o FC Porto.

Iván Marcano, de 32 anos, lesionou-se com gravidade na semana passada e vai perder o resto da época, que regressa em 3 de junho com a visita do FC Porto ao Famalicão, em duelo da 25.ª jornada.

A I Liga vai ser reatada, sob fortes restrições e sem público nos estádios, em 3 de junho, com o encontro entre Portimonense e Gil Vicente, naquele que vai ser o primeiro dos 90 jogos das últimas 10 jornadas, disputadas até 26 de julho.

Após 24 rondas, o FC Porto lidera a competição, com 60 pontos, mais um do que o campeão Benfica.

Além do principal escalão, também a final da Taça de Portugal, entre Benfica e FC Porto, integra o plano de desconfinamento face à pandemia de Covid-19, ainda em data e local a designar.