Um homem do Porto que foi detido por violência doméstica agredia a ex-mulher com um chicote mesmo depois da separação, de acordo com indícios recolhidos pela GNR e esta quarta-feira divulgados.

O suspeito, de 51 anos, foi detido na terça-feira no concelho do Porto, no âmbito de uma investigação relacionada com violência doméstica durante os oito anos em que manteve um relacionamento com a vítima, de 47, e mesmo depois da separação.

Em comunicado, a GNR indica que, após a separação, a vítima “passou a ser ameaçada de morte através de mensagens via telemóvel e era ainda agredida com um chicote”. Antes, enquanto durou a relação, a mulher já era vítima de ameaças e injúrias, bem como agressões físicas, segundo a investigação do caso, a cargo do Núcleo de Investigação e de Apoio a Vítimas Específicas (NIAVE) da GNR.

Durante as diligências policiais, foi realizada uma busca domiciliária, tendo sido apreendidos dois bastões artesanais, uma navalha e um telemóvel.

“Tendo em conta o perigo a que a vítima estava sujeita, o suspeito, com antecedentes criminais pela prática dos crimes de ofensas à integridade física qualificada, injúrias e condução sem habilitação legal, foi detido e presente a primeiro interrogatório judicial.

O Tribunal de Instrução Criminal do Porto aplicou-lhe as medidas de coação de afastamento da residência da ofendida e proibição de contactos com a vítima, por qualquer meio.