O grupo Impala, que detém revistas como a Nova Gente, VIP e TV7 Dias, vai avançar com despedimentos coletivos, noticia a TVI 24. De acordo com a TVI, foram feitos até agora despedimentos de pelo menos 54 trabalhadores de todas as revistas, tendo as equipas sido reduzidas a três ou quatro pessoas.

De acordo com a estação de televisão de Queluz, o grupo Impala fez um pedido para entrar em regime de layoff simplificado, mas o pedido foi recusado pelo Governo por a empresa ter um Processo Especial de Revitalização na Segurança Social, logo, não pode ser abrangida por este regime de redução de pessoal uma vez que não ter dívidas à Segurança Social é um dos requisitos para ser aceite.

De acordo com o jornal Expresso, o Sindicato dos Jornalistas também já teve conhecimento do despedimento de 54 pessoas no grupo Impala, sendo que “muitos deles são jornalistas”. As cartas de despedimento coletivo deverão chegar aos trabalhadores durante o dia de amanhã, acrescenta ainda àquele jornal a presidente do Sindicato dos Jornalistas.

Os trabalhadores destas revistas estiveram maioritariamente em casa, em teletrabalho, mesmo quando não se sabia se o pedido de layoff ia ou não ser aprovado.