A SIVA tem novo rosto de liderança. Rodolfo Florit Schmid, que desde 2016 exerceu a função de director-geral da Seat Portugal, passa agora a estar aos comandos da SIVA, juntamente com Viktoria Kaufmann-Rieger.

Com 46 anos, casado e pai de três filhos, Schmid sucede a Pedro de Almeida, que “deixa a empresa por decisão pessoal”, informou a SIVA em comunicado. A antiga empresa de João Pereira Coutinho, detida desde Outubro do ano passado pela Porsche Holding Salzburg, mantém assim uma liderança bicéfala, pois Viktoria Kaufmann-Rieger continua a responder pela administração da SIVA, em conjunto com o novo director-geral. Tal como já acontecia quando o cargo era ocupado por Pedro de Almeida.

Ligado à SEAT há 20 anos, Rodolfo Florit Schmid não só tem experiência no mercado português, como tem um “vasto conhecimento” do Grupo Volkswagen, que agora tratará de representar através das marcas Volkswagen, Audi, Skoda, Bentley e Lamborghini.

É com grande entusiasmo que assumo o desafio de contribuir para um crescimento sustentável do conjunto de marcas representadas, de modo a atingimos uma presença sólida no mercado nacional”, declarou o novo managing director da SIVA.

O lugar deixado vago por Rodolfo Florit Schmid na Seat passa a ser ocupado por David Gendry, de 44 anos, casado e com dois filhos, cuja ligação ao construtor espanhol do Grupo Volkswagen remonta a 2012. Especialista nas áreas do Marketing e Vendas, Gendry terá especial “sensibilidade” para promover alternativas mais sustentáveis de mobilidade pois, no último ano e meio, “esteve em Pequim no Grupo Volkswagen China, na nova joint venture que se dedica aos veículos eléctricos.