O movimento solidário Todos Por Quem Cuida apoiou até ao momento mais de mil instituições, com a oferta de equipamento de proteção, e angariou cerca de 1,24 milhões de euros, anunciaram hoje os promotores da iniciativa.

Num comunicado enviado à agência Lusa, o grupo, composto pela Ordem dos Médicos e pela Ordem dos Farmacêuticos, com o apoio da APIFARMA – Associação Portuguesa da Indústria Farmacêutica e de outras instituições, sublinha que o trabalho inicado há dois meses, para combater a pandemia causada pela covid-19, vai continuar.

“A conta solidária já apoiou mais de mil instituições, privilegiando sempre a compra de material a empresas nacionais, como forma de ser um motor positivo também para a economia do país”, realça o bastonário da Ordem dos Médicos, Miguel Guimarães, citado no comunicado.

No total, foram distribuídas quase 195 mil máscaras, mais de 6.000 viseiras, 2.800 embalagens de solução alcoólica, 4.000 batas reutilizáveis, 1.200 óculos, além de luvas, cógulas ou colchas, acrescenta a nota divulgada.

A prioridade, acentua Miguel Guimarães, tem sido “chegar onde quase ninguém chega e fazer contributos menores, distribuídos por muitas instituições”.

Portugal contabiliza pelo menos 1.465 mortos associados à covid-19 em 33.969 casos confirmados de infeção, segundo o último boletim diário da Direção-Geral da Saúde (DGS).

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 392 mil mortos e infetou mais quase 6,7 milhões de pessoas em 196 países e territórios.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.