O príncipe William tem estado a trabalhar como voluntário, em segredo, numa linha de apoio à saúde mental no Reino Unido, foi revelado este sábado. De acordo com a imprensa britânica, William tem sido um dos dois mil voluntários a ajudar as pessoas que contactam a linha “Shout 85258“, um serviço de apoio mental por mensagens de texto.

Foi o próprio príncipe William, herdeiro da coroa britânica, que revelou a informação durante um encontro por videoconferência com outros voluntários daquela linha de apoio. A informação tinha, até agora, sido mantida em segredo pela família real britânica, com medo de que a linha fosse inundada de pedidos de apoio falsos, apenas com o objetivo de falar com William.

A plataforma foi lançada em maio de 2019 e, desde o lançamento, já albergou mais de 330 mil conversas por mensagens de texto com pessoas que precisam de apoio em termos de saúde mental. Cerca de 65% das pessoas que procuram apoio naquela linha têm menos de 25 anos, de acordo com os dados divulgados pela plataforma.

A primeira semana do mês de junho é, no Reino Unido, conhecida como a Semana dos Voluntários. Durante essa semana, são organizados diversos eventos para homenagear os voluntários que trabalham em várias organizações em todo o país. Foi durante uma videoconferência de celebração da Semana dos Voluntários que William revelou que tem feito este serviço ao longo do último ano.

O príncipe William e a duquesa de Cambridge, Kate Middleton, estiveram também presentes num evento com os voluntários de um grupo de apoio formado durante a pandemia da Covid-19. Durante esse evento, Kate revelou que também tem trabalhado como voluntária numa linha de apoio telefónico do Serviço Nacional de Saúde britânico para as pessoas que estão em auto-isolamento devido à Covid-19.