Em sete anos a percentagem de alunos que passam para o 10º ano com negativa a Matemática subiu 10 pontos percentuais, revela um relatório da Direcção-Geral de Estatísticas da Educação e Ciência (DGEEC) citado pelo Público. Atualmente, um em cada três alunos que passam para o 10º ano, o primeiro ano do ensino secundário, fazem-no sem terem tido aproveitamento à disciplina.

Depois da Matemática, as disciplinas em que existe uma maior percentagem de alunos que passam para o 10º com negativa (no 9º) são o Inglês e a Físico-Química – em que a percentagem, ainda assim, é de 9%. Um aluno é retido se tiver negativa cumulativamente a Matemática, Português e uma terceira disciplina ou a quatro disciplinas, se nenhuma delas for Português ou Matemática.

Confrontado com estes números, o Ministério da Educação fala numa “melhoria gradual dos resultados”, mas reconhece que em algumas disciplinas, “nomeadamente a Matemática”, continua a haver “níveis de insucesso preocupantes”. Daí que, diz o ministério de Tiago Brandão Rodrigues, seja necessário continuar “o trabalho de promoção do sucesso escolar, de reorganização curricular e de diversificação das estratégias de ensino-aprendizagem”.

“A matemática não é fazer contas. É pensar bem”