O Presidente moçambicano, Filipe Nyusi, apelou esta segunda-feira para uma utilização racional e sustentável dos recursos marinhos, assinalando a sua importância para a sobrevivência de milhões de moçambicanos.

“Dos mares e dos oceanos depende a vida de milhões de moçambicanos, por isso, preservar os seus ecossistemas e explorar de forma apropriada os recursos que deles brotam é um imperativo existencial, como espécie humana e condição indispensável para o desenvolvimento sustentável que tanto almejamos”, disse Filipe Nyusi, numa mensagem por ocasião do Dia Mundial dos Oceanos, que se assinala hoje.

A proteção dos ecossistemas marinhos, como os mangais, é fundamental para a manutenção dos habitats marinhos e reprodução de espécies cruciais para a segurança alimentar dos moçambicanos e para a economia, lê-se na mensagem.

“Exortamos a todos os compatriotas a juntarem-se aos esforços do governo de Moçambique, utilizando de forma racional, responsável e sustentável os nossos recursos marinhos para reverter a situação de degradação dos ecossistemas marinhos, exacerbada pelas mudanças climáticas”, sublinhou o chefe de Estado moçambicano.

Filipe Nyusi avançou que a preservação de um ecossistema marinho e oceânico saudável, limpo e inclusivo deve ser um compromisso coletivo.

Nyusi realçou que os moçambicanos não devem ficar indiferentes ao presente e futuro dos oceanos, frisando que a vida do país está indelevelmente ligada aos ecossistemas marinhos, porque é banhado pelo Oceano Índico.