A iniciativa “fatura amiga”, lançada pela DECO, Associação Portuguesa de Defesa do Consumidor, é um dos nove projetos finalistas candidatos ao Prémio Europeu de Energia Sustentável de 2020, anunciou esta segunda-feira a Comissão Europeia.

Realizado anualmente, o Prémio de Energia Sustentável da UE, promovido pelo executivo comunitário, pretende distinguir projetos inovadores nas áreas das energias renováveis e da eficiência energética nas categorias de Compromisso, Inovação e Juventude, tendo a “fatura amiga” sido eleita como finalista da primeira.

Lançada pela DECO em 1998, a “fatura amiga” ajuda os consumidores a ler, a interpretar corretamente e a descodificar as suas contas de energia e a descobrir como reduzir os custos da energia doméstica, motivando-os a poupar energia.

De acordo com a Associação Portuguesa de Defesa do Consumidor, o seu projeto nacional de sensibilização envolveu já um total de 200.000 cidadãos, incentivando-os a mudar os seus comportamentos no consumo de energia, e capacitou 308 técnicos de Autarquias e Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS) que prestam informação aos consumidores para os motivar nessa mesma mudança de comportamentos energéticos.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Além do projeto “fatura amiga”, são finalistas oito outros projetos, três por categoria: da Holanda e da Bélgica também na categoria Compromisso, da Irlanda, Grécia e Itália na categoria Inovação, e de Chipre, Alemanha e Croácia na categoria Juventude.

Os vencedores serão escolhidos por um júri de especialistas e pelo público, podendo os consumidores europeus dar o seu voto digital para o «Prémio Cidadão» através da plataforma https://eusew.eu/awards-public-vote, estando a votação aberta até 14 de junho, com os galardoados a serem anunciados em 23 de junho.