A iniciativa “fatura amiga”, lançada pela DECO, Associação Portuguesa de Defesa do Consumidor, é um dos nove projetos finalistas candidatos ao Prémio Europeu de Energia Sustentável de 2020, anunciou esta segunda-feira a Comissão Europeia.

Realizado anualmente, o Prémio de Energia Sustentável da UE, promovido pelo executivo comunitário, pretende distinguir projetos inovadores nas áreas das energias renováveis e da eficiência energética nas categorias de Compromisso, Inovação e Juventude, tendo a “fatura amiga” sido eleita como finalista da primeira.

Lançada pela DECO em 1998, a “fatura amiga” ajuda os consumidores a ler, a interpretar corretamente e a descodificar as suas contas de energia e a descobrir como reduzir os custos da energia doméstica, motivando-os a poupar energia.

De acordo com a Associação Portuguesa de Defesa do Consumidor, o seu projeto nacional de sensibilização envolveu já um total de 200.000 cidadãos, incentivando-os a mudar os seus comportamentos no consumo de energia, e capacitou 308 técnicos de Autarquias e Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS) que prestam informação aos consumidores para os motivar nessa mesma mudança de comportamentos energéticos.

Além do projeto “fatura amiga”, são finalistas oito outros projetos, três por categoria: da Holanda e da Bélgica também na categoria Compromisso, da Irlanda, Grécia e Itália na categoria Inovação, e de Chipre, Alemanha e Croácia na categoria Juventude.

Os vencedores serão escolhidos por um júri de especialistas e pelo público, podendo os consumidores europeus dar o seu voto digital para o «Prémio Cidadão» através da plataforma https://eusew.eu/awards-public-vote, estando a votação aberta até 14 de junho, com os galardoados a serem anunciados em 23 de junho.