As compras em loja através de Multibanco subiram 6% na primeira semana de junho, o início da terceira fase de desconfinamento, face à semana anterior, aproximando-se dos valores registados antes do primeiro caso de Covid-19 em Portugal, foi esta terça-feira anunciado.

“De acordo com os dados do SIBS Analytics relativos à semana de 1 a 7 de junho, na qual se iniciou a terceira fase de desconfinamento em Portugal, as compras em loja através da Rede Multibanco continuam também a recuperação, subindo 6% face à semana anterior e aproximando-se cada vez mais dos valores registados antes do primeiro caso em Portugal”, divulgou esta terça-feira, em comunicado, a SIBS.

De acordo com a gestora da rede Multibanco, entre 1 e 7 de junho, a média diária de compras físicas através daquele sistema de pagamento foi equivalente a 87% da média pré-pandemia, o valor mais alto desde que foi decretado o estado de emergência em Portugal.

As compras em loja nos restantes setores além dos super e hipermercados, pequena distribuição alimentar, bebidas e tabaco e farmácias e parafarmácias representaram um peso acumulado de 51% de todas as compras físicas na rede Multibanco, voltando a ganhar preponderância com a reabertura gradual da economia.

Já os setores acima nomeados representaram 49% das compras, no mesmo período, o valor mais baixo desde o início do estado de Emergência, e próximo do valor antes da crise, segundo a SIBS.

Também a frequência de consumo no comércio eletrónico (e-commerce) atingiu o valor mais alto desde a primeira semana de março, logo após a confirmação do primeiro caso do novo coronavírus em Portugal, aumentando 7% face à semana anterior.

No e-commerce (comércio eletrónico), verificou-se, no período em análise, que os setores com maior crescimento face ao período antes da pandemia são o da restauração, food delivery e take away, com um aumento de 78%, o de entretenimento, cultura e subscrições, que registou um crescimento de 57%, bem como o de comércio alimentar e retalho, com um acréscimo de 23%.

A SIBS destaca também a média de compras em loja através do MB WAY, entre 1 e 7 de junho, que atingiu um valor 2,22 vezes superior ao do início da pandemia, o que significa que a utilização do serviço mais do que duplicou desde o registo do primeiro caso em território nacional.

O pagamento através de MB WAY aumentou 15% em comparação com a semana anterior, registando a décima primeira semana consecutiva de crescimento.

“Os dados da semana de 1 a 7 de junho dão nota da contínua recuperação do consumo em Portugal, tanto em lojas físicas com no comércio online, reforçando as tendências registadas desde o início do desconfinamento em Portugal”, considera a SIBS, na mesma nota.

Analisando o valor gasto por cada compra na rede Multibanco, a média manteve-se pela terceira semana consecutiva nos 37,8 euros.

Já nas compras online, o valor médio caiu 2% para os 40,1 euros, face aos 40,9 euros da semana anterior.

Nas compras físicas e online, os valores médios por compra continuam acima da média do período antes da pandemia, com subidas de 8,9% e 6,9%, respetivamente.