O Irão vai executar um homem condenado por fornecer informações aos Estados Unidos e Israel sobre o general da Guarda Revolucionária Qassem Soleimani, morto num ataque realizado pelos norte-americanos em Bagdad, em janeiro, anunciou esta terça-feira fonte oficial.

O porta-voz do sistema judiciário iraniano, Gholamhossein Esmaili, divulgou pouca informação sobre o homem condenado, mas forneceu o seu nome: Mahmoud Mousavi Majd.

Esmaili acusou Majd de partilhar informações de segurança sobre os Guardiães da Revolução e a sua unidade Força Quds (encarregada das operações no estrangeiro dos Guardiães), a qual Soleimani comandava.