O presidente da câmara de Madrid afirmou esta terça-feira que a capital espanhola está disponível para receber a final da Liga dos Campeões de futebol, suspensa devido à pandemia de covid-19, mostrando-se favorável a uma candidatura junto da UEFA.

“Sei que existem passos nessa direção [candidatura] e desejo, em nome da cidade, mostrar apoio total e absoluto para que a final da Liga dos Campeões possa acontecer em Madrid”, afirmou José Luís Martinez-Almeida, em declarações aos jornalistas espanhóis.

A cidade espanhola recebeu a final da ‘Champions’ da última época, no Wanda Metropolitano, ‘casa’ do Atlético Madrid, num encontro em que o Liverpool bateu o Tottenham, por 2-0.

Caso isso aconteça, será uma forma de demonstrar que Madrid tem a capacidade de recuperar em muito pouco tempo da situação dramática que vivemos. Temos as infraestruturas, os serviços necessários e seria uma mensagem para o mundo de que Madrid está de volta”, considerou o governante.

Espanha é um dos países europeus com mais casos registados de Covid-19 (acima de 241 mil) e também um dos que registou mais mortes (27.136).

Antes da pandemia, que levou à suspensão da Champions, Istambul tinha sido a cidade oficialmente designada para receber a final da prova, situação que ainda se mantém, mas que deverá ser alterada na próxima reunião do Comité Executivo da UEFA, em 17 e 18 de junho.

Além de Madrid, a cidade de Lisboa também é apontada pela comunicação social como uma possibilidade para receber o jogo decisivo da Liga dos Campeões, assim como Frankfurt e Moscovo.

Na semana passada, o presidente Marcelo Rebelo de Sousa expressou mesmo publicamente que existia a possibilidade de Portugal em agosto receber uma “boa notícia em termos de futebol internacional”.

Também de acordo os media, a mesma cidade poderá receber os restantes jogos da maior prova de clubes europeus, quando falta disputar parte das oitavos-de-final, os ‘quartos’ e as meias-finais, além da final.