O treinador do FC Porto revelou esta terça-feira que discorda do momento da introdução das cinco substituições, já na 26.ª jornada da I Liga de futebol, em conferência de imprensa de antevisão do jogo com o Marítimo, na quarta-feira.

Sérgio Conceição admitiu que poderá ser uma boa regra, aprovada na segunda-feira pela Liga de clubes para mitigar efeitos na condição física dos atletas na sequência da paragem da atividade devido à pandemia de Covid-19, mas considerou que a sua introdução faria sentido em outra altura.

Sou sempre a favor daquilo que pode dar mais qualidade ao jogo, a nível de regras que podem ser introduzidas. Mais frescura, intensidade, velocidade, para que o jogo seja sempre atrativo. Temos é de estar atentos ao ‘timing’ para a introdução dessas mesmas regras. Não sei se será benéfico fazer 25 jornadas e introduzir uma nova regra, neste momento”, afirmou.

Sérgio Conceição abordou ainda a dificuldade que espera para o embate com o Marítimo, uma equipa que considera ser bem orientada por José Gomes.

“Vocês recordam-se do nosso primeiro jogo. Agora são orientados por um treinador diferente, os jogadores são praticamente os mesmos, com qualidade individual. É uma equipa que penso que está muito bem orientada, com uma equipa técnica muito capaz. Esperamos um jogo difícil, como são todos no campeonato e cabe-nos ter a responsabilidade de assumir que temos de o ganhar”, observou.

O treinador assinalou que a partida será disputada “num ambiente diferente, estranho, no qual falta o condimento do público, que é sempre importante e que cria uma atmosfera única num estádio de futebol”: “Estamos todos a aprender e temos que lidar com isso”, disse.

Sérgio Conceição criticou ainda a arbitragem da última jornada. O treinador defendeu que “os árbitros não foram competentes nem felizes”.

Penso que tivemos uma jornada não muito feliz no que toca à arbitragem. E também não muito competente”, notou Sérgio Conceição, em referência à ronda anterior, em que o FC do Porto perdeu em Famalicão, por 2-1.

O técnico da equipa ‘azul e branca’ não quis deixar passar o tema da reeleição de Pinto da Costa para a presidência do FC Porto, e teceu vários elogios ao dirigente.

“É uma referência, não só para o FC Porto, mas também para o futebol mundial. Tem uma capacidade e uma inteligência fora do normal. É o melhor dirigente de sempre na minha opinião. Espero que eu possa ajudar este ano, que possa enriquecer o museu com mais dois títulos, é o que queremos”, confessou.

O FC Porto, segundo classificado do campeonato, com os mesmos pontos do líder Benfica, recebe na quarta-feira, às 21h30 horas, no Estádio do Dragão, o Marítimo, na 15.ª posição, com 25, num encontro relativo à 26.ª jornada da I Liga de futebol.