Na maioria dos exames do ensino secundário, a realizar em julho, só responder à questões de “resposta obrigatória” não chega para atingir os 10 valores necessários para a nota positiva. Segundo noticia o Público desta quarta-feira, só na prova de Desenho A é que a resposta a essas questões é suficiente para a nota positiva.

Esta é uma informação divulgada pelo Instituto de Avaliação Educativa (Iave) que surge no contexto de alterações aos critérios de classificação das provas que foram decididas no âmbito da pandemia Covid-19. Os alunos têm um conjunto de perguntas “cuja resposta é obrigatoriamente contabilizada para a classificação final” e outras em que em que só contam respostas com melhor pontuação.

O número de questões que contam obrigatoriamente para a nota oscilam, segundo o Público, entre um (Desenho A) a dez (Biologia e Geologia). O Iave diz que a classificação final será “calculada automaticamente pelo sistema informático, a partir de uma grelha, o qual selecionará, por um lado, as respostas aos itens que contribuem  obrigatoriamente para a classificação final e, por outro lado, de entre as demais respostas, todas com a mesma cotação, as que obtiverem melhor pontuação”.