De momento, os descontos de 30% nas portagens concedidos aos utilizadores de veículos eléctricos, que entrarão em vigor a 15 de Junho, abrangem apenas a A35 e a A58, duas das auto-estradas que servem Milão.

O Governo italiano negociou com os concessionários locais medidas similares às que já existem em países como a Holanda, Luxemburgo, Dinamarca e Suécia, que promovem uma redução dos custos para modelos menos poluentes. A redução de 30% será cumulativa em relação a outros descontos de 20% já em vigor, promovidos pela Telepass, destinados às famílias e para as empresas.

As auto-estradas em causa, conhecidas no país transalpino como BreBeMi (A35), por ligar Brecia, Bergamo e Milão, e Teem (A58), a Tangencial Este Externa de Milão, constituem uma das principais vias de acesso a Milão, a capital da moda. A medida acontece no momento em que a indústria automóvel italiana começa igualmente a oferecer veículos eléctricos alimentados a bateria, para já o Fiat 500 e, em breve, o Fiat Panda.