Um grupo de agentes da Polícia Militar (PM) brasileira foi filmado a espancar um jovem no Jaçanã, na zona norte de São Paulo. De acordo com a Globo, o jovem já se tinha rendido. A PM afirma que, mal teve conhecimento das imagens, abriu um inquérito por abuso de autoridade dos agentes envolvidos.

No vídeo é possível ouvir o jovem a dizer aos agentes desta autoridade que é trabalhador e estava no local para visitar a namorada. Contudo, isso não evitou que um dos agentes começasse a usar a pontapear o jovem e, depois, o esmurrasse com as duas mãos. A seguir, outro polícia bate no rapaz com um cassetete sendo posteriormente arrastado para um beco onde continuou a ser espancado.

Protestos antirracismo em Londres. Contra-manifestantes, manifestantes e polícia em confrontos

Na sequência da investigação desencadeada pela PM foram afastados das ruas oito polícias da Força Tática do 43.º Batalhão. O caso ocorreu na madrugada deste sábado.

À Globo, Ariel de Castro Alves, advogado e conselheiro do Conselho Estadual de Direitos Humanos, afirmou: “São cenas chocantes de violência policial. Policiais agem na periferia bem diferente de quando atuam em bairros nobres, como Alphaville. As imagens evidenciam crime de tortura já que a vitima estava sendo agredida de forma covarde e aviltante pelos PMs, sofrendo intenso sofrimento físico e psicológico.”

Em 2019 houve 291 mortes registadas no estado de São Paulo levadas a cabo pelas autoridades. Este ano, esse número já ascende a 381 casos.