Quatro pessoas foram esta quinta-feira constituídas arguidas na sequência da operação da PSP no Bairro da Quinta da Lage, na Amadora, Lisboa, no cumprimento de cinco mandados de busca domiciliária por crimes de roubo e tráfico de droga.

Em declarações aos jornalistas no final da operação, o intendente da PSP Paulo Flor adiantou que quatro pessoas, três homens e uma mulher, foram transportados para a esquadra para prestar declarações e serem constituídos arguidos.

Não está descartada a hipótese de alguns destes arguidos serem detidos, mas para já são arguidos e indiciados no processo”, disse, acrescentando que vão ser presentes esta quinta-feira a tribunal.

Fonte do Comando Metropolitano de Lisboa da PSP tinha dito anteriormente à Lusa que duas pessoas, um homem e uma mulher, foram levadas para o posto da PSP para serem ouvidas no âmbito de diligências processuais.

Em declarações na Amadora, Paulo Flor disse também que durante as buscas foram apreendidas réplicas de armas de fogo e material relacionado com tráfico de droga.

O intendente disse também as buscas desta quinta-feira estiveram relacionadas com disparos ocorridos em 13 de junho no Bairro da Quinta da Lage que causaram quatro feridos, uma situação que terá alegadamente a ver com tráfico de droga e com roubos efetuados no início do ano.

A operação foi desenvolvida pela divisão policial da Amadora e envolveu mais de 75 elementos policiais.