O líder do CDS-PP disse esta sexta-feira em Mafra que vai propor no parlamento a comparticipação social nos medicamentos para idosos carenciados, cujas fragilidades a pandemia veio reforçar.

“É necessário cuidar de quem cuidou de nós e merece apoios do Estado para se proteger da doença ao nível dos medicamentos que precisa de comprar mas não tem recursos. E de planos de saúde para estarem em segurança, e não vermos situações da Covid a entrar em lares e ser um verdadeiro rastilho”, disse Francisco Rodrigues dos Santos.

À margem da visita a uma exploração agrícola na Azueira, no concelho de Mafra e distrito de Lisboa, o presidente dos centristas defendeu que “o Governo tem de ser mais competente na elaboração destes planos”.

“Sendo esta uma faixa etária altamente vulnerável, quer pela idade, quer pelo nível de letalidade da Covid-19, não queremos que fique para trás”, sublinhou.

Francisco Rodrigues dos Santos lembrou que “muitos deles, por possuírem rendimentos muito baixos e baixas reformas, poucos recursos e parcos apoios por parte das famílias, vão aviar a sua receita às farmácias e apenas podem levantar alguns medicamentos, deixando outros de parte”.