Não serão necessárias novas medidas de confinamento nos Estados Unidos, apesar do ressurgimento do novo coronavírus em alguns estados, afirmou esta sexta-feira, numa entrevista à AFP, o especialista em doenças infeciosas Anthony Fauci.

“Penso que não vamos falar de um regresso à contenção”, disse o imunologista-chefe da Casa Branca. “Penso que a discussão será sobre a tentativa de controlar melhor as zonas do país que parecem estar a registar um aumento de casos”, acrescentou Fauci.

Os Estados Unidos são o país com mais mortos (118.057) e mais casos de infeção confirmados (mais de 2,1 milhões).

A pandemia de Covid-19 já provocou mais de 450 mil mortos e infetou mais de 8,4 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Depois de a Europa ter sucedido à China como centro da pandemia em fevereiro, o continente americano é agora o que tem mais casos confirmados e mais mortes.