Numa altura em que os Estados Unidos da América continuam a registar um elevado número de infetados pela Covid-19 e enfrentam uma onda de manifestações antirracistas depois da morte de George Floyd, o presidente norte-americano escolheu Tulsa, no Oklahoma, para palco do seu regresso aos comícios na luta pela sua reeleição. E há já seis infetados entre o staff que preparou o evento.

Como se não fosse suficiente a pressão das manifestações e agenda das últimas semanas contra o racismo, Trump escolheu ainda uma cidade marcada pela devastação do Ku Klux Klan em 1921. A comunidade negra que vivia em Tulsa no início dos anos 20 do século XX foi atacada, tendo morrido cerca de 300 pessoas, centenas ficaram feridas e cerca de 8 mil desalojadas. Será praticamente impossível Trump contornar o assunto do racismo esta noite.

Para já, antes que Trump chegue ao palco para o seu discurso, as imagens mostram centenas de norte-americanos juntos, sem qualquer distanciamento social e a maior parte sem usar máscara. Todos eles tiveram que assinar um termo de responsabilidade para se registarem. “Ao pressionar o botão de registo na parte inferior, você aceita o risco de exposição à covid-19 em cada local público onde outras pessoas estejam presentes. Ao participar nesta reunião, você e os convidados presentes assumem todos os riscos associados à covid-19 “, lia-se na página do de internet do comício.

Este ajuntamento será um cocktail para a propagação da Covid-19? Os próximos dias o dirão. Certo é que seis dos elementos envolvidos na montagem do comício testaram positivo para a Covid durante uma testagem de rotina. 

“Seis membros da equipa testaram positivo das centenas de testes realizados e os procedimentos de quarentena foram imediatamente implementados”, afirmou o porta-voz da campanha Tim Murtaugh citado no TheNew York Times.Murtaugh acrescentou ainda que “nenhum funcionário que testou positivo ou qualquer pessoa que com ele tenha tido contacto direto estará no comício” desta noite ou próximo de qualquer participante ou funcionário.

6 fotos

Os participantes do comício serão sujeitos a controlos de temperatura e depois de passar pela segurança recebem “pulseiras, máscaras faciais e desinfetante para as mãos”. No entanto as imagens do local mostram que a grande maioria dos participantes não usa qualquer máscara e que há aglomerados de várias pessoas.