Já se calculava que o Model Y oferecesse uma versão com habitáculo capaz de disponibilizar lugar para sete ocupantes, necessariamente à custa do espaço na mala. À semelhança do que acontece no Model X, o SUV com mais de 5 metros da Tesla, também o SUV com 4,7 metros da marca quer atrair os clientes que ocasionalmente necessitam de transportar mais passageiros, especialmente se dois deles forem miúdos. E, segundo Elon Musk, a produção desta versão com mais dois bancos adicionais arrancará a partir do início do 4.º trimestre de 2020.

Há muitos SUV (e monovolumes) no mercado que aproveitam a maior altura interior para colocar dois lugares adicionais na mala, encontrando uma solução que permita ter dois bancos mais pequenos e mais “magros” no fundo da mala, que se podem abrir para acolher dois passageiros extra, normalmente durante viagens mais curtas e com passageiros de menor estatura. É exactamente esta a solução pretendida pela Tesla, para sensibilizar os clientes em busca de um interior mais versátil.

Até aqui, o fabricante norte-americano de veículos eléctricos produziu a versão normal do Model Y, com dois bancos à frente e espaço para três adultos na traseira. Mas, a uma questão colocada por um fã no Twitter, Musk respondeu que estava previsto para o início do quarto trimestre deste ano, ou seja, em Outubro ou Novembro. Para os EUA, é claro, pois o Model Y para os europeus só deverá estar disponível quando o SUV começar a sair da Gigafactory de Berlim.

Não há que esperar assentos particularmente amplos, ou com um acesso extremamente simplificado, especialmente para indivíduos mais volumosos. Mas será uma solução de recurso que é prática e, às vezes, fundamental para famílias mais numerosas.