Os testes de despistagem à Covid-19 que foram realizados a 27 bombeiros da corporação do Fundão deram todos negativo, informou esta segunda-feira a Câmara do Fundão, no distrito de Castelo Branco.

Os testes foram realizados na sequência de casos de contágio por Covid-19 em cinco pessoas da mesma família e cujo um dos elementos é colaborador dos bombeiros, o que levou a avançar com a testagem, como explicou em conferência de imprensa realizada no domingo o presidente da Câmara do Fundão, Paulo Fernandes.

Esta situação também levou ao encerramento, “por precaução”, do infantário de Aldeia Nova do Cabo e à realização de testes a todas as crianças e funcionários do espaço que era frequentado por duas crianças daquela família e que testaram positivo.

Noutra frente, estão ainda a ser feitos testes aos utentes e funcionários do Lar da Santa Casa da Misericórdia do Fundão, porque uma das pessoas infetada trabalha naquela valência.

Entre todas as valências, está em causa a realização de cerca de 270 testes, sendo que ainda se aguarda o resultado das análises associadas ao infantário e ao lar.

A linha de contágio começou com uma senhora de cerca de 60 anos que sofre de patologias graves e que é acompanhada numa unidade de saúde de fora da região, onde se pressupõe que terá sido infetada. Os cinco elementos desta família estão todos em casa e a ser acompanhados pelas entidades de saúde e pela autarquia.

A pandemia de Covid-19 já provocou mais de 465 mil mortos e infetou cerca de 8,9 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 1.530 pessoas das 39.133 confirmadas como infetadas, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

CYC // SSS

Lusa/Fim