O preço do ouro ultrapassou os 1.770 dólares por onça, o nível mais elevado desde outubro de 2012, devido aos receios dos investidores com o ressurgimento da pandemia da Covid-19.

O metal dourado, considerado um ativo de refúgio em tempos de incerteza, subiu 0,3% às 10h30 em Lisboa e foi negociado a 1.771 dólares por onça. Em 4 de outubro de 2012, o preço do ouro atingiu 1.794 dólares por onça.

Segundo Fátima Herranz, analista do Banco Singular, citada pela EFE, a subida do ouro ocorre “num cenário de grande incerteza sobre a evolução da pandemia de covid-19 e das tensões geopolíticas entre os Estados Unidos e a China.