A 24 de Junho de 1910 nascia, em Itália, um novo fabricante de automóveis: a Alfa Romeo. A marca da serpente e do trevo de quatro folhas celebra hoje o seu 110.º aniversário e não deixa que a pandemia lhe limite as comemorações. O palco da festa é o museu da Alfa Romeo, em Arese, que não só reabre em dia de aniversário como oferece “prendas” a todos os alfistas. Mas mesmo todos.

Do programa das festas constam atracções quer para os que se encontram em Itália, quer para os que têm de acompanhar os festejos à distância. No primeiro caso, uma das maiores novidades é a exibição de 150 viaturas que, até agora, se mantinham resguardadas do olhar do público. A colecção, que inclui ainda motores, troféus e ilustrações, está organizada em 18 áreas temáticas, num percurso expositivo que recupera os mais altos momentos da Alfa Romeo. Para ver, há “relíquias” como o Caimano e o Protéo, dois concepts que deram que falar, mas também protótipos como o Scrabble e o Sprint 6C, além de modelos desportivos históricos RL, modelos 6C de Vittorio Jano e viaturas de competição e de estrada mais recentes.

26 fotos

A ânsia de estar na vanguarda tecnológica encontra igualmente espaço no museu, onde se podem apreciar motores que fizeram história, caso do 4C 1500 da década de 1930 e o 415T de Fórmula 1, por exemplo. E porque, de há 60 anos a esta parte, os Alfa são também indissociáveis dos carabinieri, há uma nova secção museológica que “veste” a farda das autoridades em seis exemplares que terão dado algumas dores de cabeça aos bandidos, desde o 1900 M “Matta” que, com as cores dos Carabinieri, triunfou nas Mille Miglia, até ao mais recente Giulia.

Os que não conseguem fisicamente acompanhar as celebrações, podem assistir a um web streaming a partir de Arese, programado para as 14h30 neste link, e fazer um tour virtual pelos 110 anos da Alfa Romeo numa série de seis vídeos (que pode ver aqui) com panorâmicas do museu e dos conteúdos disponíveis em arquivo, entre fotografias, vídeos, desenhos técnicos, esboços e registos de produção. Os conteúdos audiovisuais estabelecem ainda uma linha temporal com a evolução industrial da Alfa e as suas mais marcantes criações, no domínio da estética e da performance. Conciliando uma e outra, o novo Giulia GTA faz também a sua primeira aparição pública.