O Presidente francês vai encontrar-se com a chanceler alemã na segunda-feira, antes de a Alemanha assumir a presidência da União Europeia, naquele que será o primeiro encontro dos dois líderes desde o início da pandemia, foi esta quarta-feira anunciado.

Emmanuel Macron será recebido por Angela Markel no castelo de Meseberg, residência oficial do Governo alemão, localizada a cerca de 70 quilómetros de Berlim, para “uma conversa, seguida de uma conferência de imprensa e de um jantar de trabalho”, descreveu a presidência francesa.

Realizada “na véspera da [assunção da] presidência alemã do Conselho da EU”, durante o segundo semestre de 2020, “esta reunião reflete o desejo comum de uma coordenação próxima entre a França e a Alemanha, em consonância com a iniciativa de 18 de maio”, referiu a mesma fonte.

Num encontro realizado por videoconferência nesse dia (18 de maio), Emmanuel Macron e Angela Merkel acordaram propor um plano de estímulo de 500 mil milhões de euros para ajudar a UE a superar a crise histórica causada pela pandemia da Covid-19, através de um mecanismo de mutualização sem precedentes da dívida europeia.

Este plano será novamente discutido na cimeira europeia agendada para os dias 17 e 18 de julho, em Bruxelas.

Em Meseberg, as discussões “terão como foco a agenda europeia, em particular o necessário acordo sobre o orçamento da UE e o plano de recuperação”, adianta a presidência francesa, acrescentando que os dois líderes europeus “também discutirão a crise da Covid-19, as questões climáticas e as principais questões internacionais”.

Nesse contexto, Emmanuel Macron encontrou-se na terça-feira à noite, em Haia, com Mark Rutte, o primeiro-ministro dos Países Baixos, um dos quatro países (juntamente com a Áustria, a Suécia e a Dinamarca) que têm mostrado mais reservas relativamente ao projeto de plano de recuperação.

“Essa reunião permitiu fazer avanços”, garantiu a França, acrescentando que o chefe de Estado vai “multiplicar os encontros bilaterais com os seus parceiros europeus” até à cimeira de 17 de julho.

Emmanuel Macron e Angela Merkel já se reuniram no castelo barroco de Meseberg em junho de 2018, onde concluíram um acordo para aprofundar a UE e decidiram, nomeadamente, criar um orçamento para a zona euro.