A paragem de três meses no futebol inglês, que acabou no final da semana passada, fez com que Bruno Fernandes tenha jogado pouco mais de um mês na Premier League depois de se ter transferido do Sporting para o Manchester United no final de janeiro. Ainda assim, e mesmo com mais de 100 dias de intervalo, a lógica que o internacional português seguia em março, quando tudo parou, prolongou-se em junho, quando tudo recomeçou.

No primeiro jogo da retoma, e logo contra o Tottenham de José Mourinho, o médio português foi o melhor elemento em campo e marcou o único golo dos red devils, na conversão de uma grande penalidade. Ora, além disso, o empate com os spurs trouxe a primeira coexistência de Bruno Fernandes e Paul Pogba no setor intermédio da equipa de Solskjaer — algo que há muito era antecipado pelos adeptos do Manchester United e pelos comentadores ingleses, já que o internacional francês ainda não se tinha cruzado com o português, por ter estado lesionado durante várias semanas. O encaixe entre os dois foi automático e os elogios a Bruno Fernandes, os mesmos elogios que estavam em todos os jornais em março e que se limitaram a regressar em junho, voltaram depois de quase 100 dias de interrupção.

View this post on Instagram

We’re back home ❤️ @manchesterunited

A post shared by Bruno Fernandes (@brunofernandes.10) on

Este artigo é exclusivo para os nossos assinantes: assine agora e beneficie de leitura ilimitada e outras vantagens. Caso já seja assinante inicie aqui a sua sessão. Se pensa que esta mensagem está em erro, contacte o nosso apoio a cliente.