O serviço de entrega de comida da Uber, o Uber Eats, lançou uma nova ferramenta para os utilizadores poderem fazer a recolha dos pedidos nos restaurantes em vez de os receberem através de estafeta. Ao utilizar esta funcionalidade deixa de ser cobrada a taxa de serviço de entrega. Porém, os preços dos produtos na aplicação — por vezes diferentes dos preços praticados quando o contacto é direto com os restaurantes — mantém-se.

Mariana Ascenção, diretora de comunicação da Uber em Portugal, refere ao Observador que esta era uma opção que vários estabelecimentos já pediam. Além disso, em comunicado, a responsável adianta: “[o] serviço de ‘Pickup’ combina o alcance só possível através da nossa aplicação com um custo substancialmente mais baixo e, claro, sem taxa de entrega para os utilizadores, oferecendo uma oferta mais alargada de serviços”.

Para já, esta opção vai ser lançada parceria com restaurantes parceiros de Lisboa como o El Bulo, Água pela Barba, The Dog, Cervejaria Sem Vergonha, e do Porto, como o Esquina do Avesso, Terminal 4450 ou a Taberna Londrina. Para poder integrar a lista de restaurantes da aplicação Uber Eats, existe uma “comissão base” cobrada que “varia em função do serviço prestado”. Cada restaurante decide, assim, que preços pratica dentro da plataforma, podendo praticar preços diferentes se um cliente entrar diretamente em contacto com o estabelecimento para ir levantar um pedido.

Uber Eats vai ter serviços que entregam refeições durante 24 horas em Lisboa

A Uber tem investido na sua plataforma de entrega de comida devido ao aumento de utilizadores que tem tido no seguimento dos confinamentos decorrentes da pandemia de Covid-19. Recentemente, a empresa anunciou que alargou os horários e vai passar a funcionar durante 24 horas no centro de Lisboa entre quinta-feira e domingo. No resto dos dias e locais, os horários foram estendidos até às 6 horas da manhã.

O Uber Eats já abrange “mais de 50% da população portuguesa” está disponível em 47 cidade em Portugal. Ao todo, o serviço incluiu mais quatro mil restaurantes no país. O Uber Eats chegou a Portugal em novembro de 2017 e contava com apenas 90 estabelecimentos no lançamento.

Não obstante, devido à queda da procura no serviço de mobilidade da Uber por causa da Covid-19, o aumento de pedidos através do Uber Eats não tem sido suficiente para a empresa manter a operação como tinha até março. Na semana passada, a empresa assumiu que está a despedir funcionários em Portugal — 30% do Centro de Excelência de Lisboa –, uma decisão que está também a ser implementada noutros mercados.