A época balnear começa este sábado na região Norte, 12 dias depois comparativamente a 2019, com a Praia de Matosinhos, distrito do Porto, a liderar a lista de areais com maior lotação autorizada em tempo de pandemia com 8.300 lugares.

Segue-se a praia da Aguda, em Vila Nova de Gaia, distrito do Porto, com capacidade para 5.700 banhistas, e a praia de Moledo, no concelho de Caminha, distrito de Viana do Castelo, com uma lotação máxima de 4.500 pessoas. Entre os areais com maior lotação destacam-se ainda as praias da Rua 37 (4.300) e da Frente Azul (3.800) no concelho de Espinho, de Canide Norte (3.600), em Vila Nova de Gaia, e de Suave Mar (3.000), em Esposende.

Além de arrancar mais tarde, a época balnear nas praias costeiras do Norte vai terminar mais cedo, a 30 de agosto, quando no ano passado se prolongou até 15 de setembro. Feitas as contas, os banhistas vão usufruir dos areais menos um mês do que em 2019.

A única diferença prende-se com três praias do concelho de Viana do Castelo que no ano passado tiveram datas diferentes: Arda/Bico (01 de junho a 30 de setembro), Cabedelo (01 de maio a 15 de outubro) e Carreço (01 de junho a 15 de setembro).

A abertura da época balnear na região Norte será assinalada pelo ministro do Ambiente e Ação Climática, Matos Fernandes, na Praia do Senhor da Pedra em Vila Nova de Gaia, numa sessão marcada para as 11:25. A “abertura dos banhos” será também hoje assinalada na Praia de Matosinhos, pelas 10:00, com o executivo municipal da câmara local e o vice-presidente da Agência Portuguesa do Ambiente (APA), Pimenta Machado.

Contudo, e considerando que as praias do concelho já reuniam “todas as condições de segurança” para receber os banhistas, a Câmara Municipal de Matosinhos começou a vigia-las a 13 de junho, num investimento de 100 mil euros suportado por si. Esta medida pretendeu apoiar os concessionários das praias que, este ano, não terão a seu cargo os custos com as equipas de nadadores-salvadores.

No concelho, e depois do areal de Matosinhos, as praias de Leça da Palmeira (3.700) e Angeiras Norte (2.400) são as que apresentam maior capacidade. Em Caminha, além praia de Moledo, com uma capacidade até 4.500 banhistas, o areal com maior lotação é o de Vila Praia de Âncora com uma capacidade para 2.700 pessoas.

No concelho do Porto, destaca-se a praia do Homem do Leme (800). Na Póvoa de Varzim, o areal da Fragosa (2.600) e em Viana do Castelo, a praia de Arda/Bico (1.400).

No concelho de Vila do Conde, a praia de Mindelo é a que tem maior capacidade (2.400). Em Gaia, depois da praia da Aguda que lidera a tabela logo a seguir ao areal de Matosinhos, destaca-se a praia de Canide Norte (3.600).

Durante a época balnear deste ano, os utentes das praias devem assegurar um distanciamento físico de 1,5 metros entre diferentes grupos e afastamento de três metros entre chapéus-de-sol, toldos ou colmos, segundo um decreto-lei aprovado pelo Governo.

Além do “distanciamento físico de segurança entre utentes no acesso e na utilização da praia e no banho no mar ou no rio”, os cidadãos devem cumprir as medidas de etiqueta respiratória e proceder à limpeza frequente das mãos, bem como “evitar o acesso a zonas identificadas com ocupação elevada ou plena”.

Relativamente ao estado de ocupação das praias, vai existir “sinalética tipo semáforo”, em que a cor verde indica ocupação baixa (1/3), amarelo é ocupação elevada (2/3) e vermelho quer dizer ocupação plena (3/3).

Segundo o Governo, a informação sobre o estado de ocupação das praias vai ser “atualizada de forma contínua, em tempo real”, designadamente na aplicação `InfoPraia´ e na página da internet da APA.