Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Desde a abertura da restauração, encerrada ao público durante o estado de emergência, apenas 39% dos portugueses optaram por fazer refeições fora de casa – 60% ainda não voltaram a um restaurante uma única vez, avançou o jornal de Negócios esta segunda-feira. Segundo esta sondagem, perto de metade (48%) admite ter medo de contágio, enquanto 44% apontam razões monetárias.

Segundo o inquérito levado a cabo pela Intercampus para o Negócios e o Correio da Manhã, 41% dos inquiridos não preveem retomar o hábito de ir comer fora com regularidade num futuro próximo. Em contrapartida, 48% planeiam voltar aos restaurantes.

O inquérito revela, ainda, que os homens são mais propensos a regressar com regularidade à restauração (56%). Já junto das mulheres o valor desce ligeiramente, para 46%. Por outro lado, os adultos com idades entre os 35 e os 54 anos estão mais preparados para voltar a este hábito, enquanto que os mais vulneráveis devido à idade (a partir dos 55 anos) estão menos disponíveis para o fazer.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR