A Autoridade Tributária e Aduaneira (ATA) processou até agora o pagamento de 2,5 mil milhões de euros em reembolsos de IRS, de acordo com dados divulgados esta quarta-feira pelo Ministério das Finanças.

Segundo os mesmos dados, divulgados um dia depois de ter terminado o prazo para a entrega da declaração anual deste imposto, o valor dos reembolsos processados em junho deste ano em comparação com os 2,75 mil milhões de euros reembolsados na mesma data do ano passado, confirma uma quebra homóloga de 10%.

Estes dados indiciam que o ritmo de processamento dos reembolsos acelerou durante o mês de junho, já que no final de maio o valor do imposto devolvido aos contribuintes registava uma quebra homóloga de cerca de 60%.

Até ao final de junho foram liquidadas 4,8 milhões de declarações de IRS o que corresponde a 86% das declarações entregues ao longo desta campanha.

Daquele total de declarações já liquidadas, indica ainda o Ministério das Finanças, 2,46 milhões originaram reembolsos, sendo que em 94% destas situações o imposto já foi devolvido aos contribuintes.

Os reembolsos relativos aos rendimentos auferidos em 2019 começaram a ser processados em 21 de abril, mais tarde do que o observado nos últimos anos.

Em 2019, o valor total dos reembolsos de IRS ascendeu a 3.003,1 milhões de euros, segundo a informação disponível na síntese de execução orçamental da Direção-Geral do Orçamento. Em 2018, o valor devolvido aos contribuintes tinha sido de 2.626,4 milhões de euros.