A Associação Académica de Coimbra (AAC) reabriu, esta quarta-feira, o seu edifício à comunidade universitária, após vários meses com fortes restrições na utilização do espaço devido à pandemia da Covid-19.

A reabertura segue “todas as indicações dadas pela Direção Geral da Saúde”, sendo que as medidas de segurança foram hoje entregues a todas as estruturas da AAC, afirmou a Associação Académica de Coimbra, em nota de imprensa enviada à agência Lusa.

Nesta fase, o plano prevê a abertura do mini-auditório Salgado Zenha, um aumento do número de utilizadores da sala de estudo para 20 pessoas e, ainda, a permissão de duas pessoas, simultaneamente, na papelaria da AAC, acrescentou.

O Campo de Santa Cruz, utilizado pelas secções desportivas, vai abrir pela primeira vez “nos últimos quatro meses”, permitindo que as secções e atletas possam retomar “as suas atividades, ainda que com fortes medidas restritivas e depois da aprovação do seu plano de contingência pela direção geral da AAC”, esclareceu a associação de estudantes.

“Esta nova fase do plano de contingência vem permitir a toda a comunidade um regresso a alguma normalidade, ainda que com um olhar atento da direção geral da AAC sobre o desenvolvimento da pandemia”, afirmou o presidente da AAC, Daniel Azenha, citado na nota de imprensa.