O produtor português Luís Urbano foi convidado a integrar a Academia de Cinema dos Estados Unidos, que atribui anualmente os prémios Óscares, anunciou esta instituição.

O nome do produtor, entre outros, de “Cartas da Guerra”, de Ivo M. Ferreira, e “Tabu”, de Miguel Gomes, consta da lista dos 819 novos membros convidados pela academia norte-americana, divulgada na terça-feira. Em comunicado, a academia revela que “na ‘turma’ de 2020 45% são mulheres, 36% pessoas de comunidades étnico/raciais sub-representadas e 49% estrangeiros, de 68 países”.

Entre os novos membros convidados, além do português Luís Urbano, estão as atrizes Yalitza Aparicio, protagonista do filme “Roma”, Jang Hye-Jin, do elenco de “Parasitas”, Eva Longoria, uma das protagonistas da série de televisão “Donas de Casa Desesperadas”, o ator George McKay, que integrou os elencos de “Capitão Fantástico” e “1917”, o pianista e compositor Michael Nyman, o trompetista Arturo Sandoval e a produtora Rosalie Varda, filha da realizadora Agnès Varda.

Em 2018, a realizadora portuguesa Regina Pessoa, o editor de som Nelson Ferreira e o ‘designer’ Luís Sequeira, ambos canadianos com raízes em Portugal, foram também convidados a integrar a Academia de Cinema dos Estados Unidos.