Como é habitual em outras marcas, o potencial de venda dos jipes da Land Rover depende da forma como conseguem “enfrentar” com sucesso o sistema fiscal português pois, para as finanças portuguesas, tudo depende do facto de poderem ser classificados como veículos comerciais e, de preferência, homologados como pick-up. Tal como acontecia na geração anterior do Defender, que deixou de ser fabricada em 2016.

Os portugueses podem sempre adquirir os Defender “normais”, na versão curta, a 90, ou longa, a 110. Mas estes vão custar os olhos da cara, tanto mais que se esta nova geração é mais eficaz, melhor e mais sofisticada, é igualmente mais cara.

Defender já tem preços, mas você não vai gostar…

Mas, como sempre aconteceu com as versões mais populares em Portugal, o Defender também pode ser homologado como comercial. Idealmente, como pick-up. Até aqui não havia versões do Defender em condições de reivindicar este estatuto, mas isso vai acabar em breve.

Os Land Rover Defender 90 e 110 vão ser oferecidos nas versões que o construtor denomina Hard Top, sinónimo de comerciais, com preços sem IVA a começar, em Inglaterra, nos 38.000€ para os 90 e 44.000€ para os 110 de cinco portas e cinco lugares.

É bem possível que estes Defender Hard Top possam ser a solução que permite aos amantes portugueses da marca adquirir o jipe por quantias mais competitivas, restando saber o que os responsáveis da Land Rover em Portugal e em Espanha conseguem “imaginar” para contornar a legislação portuguesa.