A Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) levantou a suspensão da negociação das ações da EDP e da EDP Renováveis, SA que vigorava desde segunda-feira.

Em duas notas publicadas no site, a CMVM diz que estas decisões surgiram “na sequência da divulgação de informação relevante”.

As ações da EDP estiveram a cair em bolsa esta terça-feira, uma queda de quase 1,4%, mas entretanto estão a recuperar. Ontem, segunda-feira, a elétrica desvalorizou 2.5%  assim que foi conhecido o afastamento de António Mexia da liderança. Pelo contrário, a EDP Renováveis tem estado a subir quase 1,3% esta terça-feira.

António Mexia, presidente da EDP, e João Manso Neto, presidente da EDP Renováveis, foram suspensos de funções na empresa como medida de coação decidida pelo juiz Carlos Alexandre no caso EDP.

O inquérito investiga os procedimentos relativos à introdução no setor elétrico nacional dos Custos para Manutenção do Equilíbrio Contratual (CMEC), tendo António Mexia e João Manso Neto sido constituídos arguidos em junho de 2017 por suspeitas de corrupção ativa e participação económica em negócio.

O processo das rendas excessivas da EDP está há cerca de oito anos a ser investigado pelo DCIAP.

Miguel Stilwell de Andrade sucede a Mexia e é o novo presidente executivo interino da EDP