O Banco Nacional de Angola (BNA) apresentou esta terça-feira as cinco novas notas de kwanza, moeda nacional, série 2020, que entram em circulação a partir de 30 de julho, cujo destaque é a figura do primeiro Presidente angolano, Agostinho Neto.

As novas notas de 200 kwanzas (0,3 euros), 500 kwanzas (0,75 euros), 1.000 kwanzas (1,5 euros), 2.000 kwanzas (3 euros) e de 5.000 kwanzas (7,5 euros) entram em circulação no mercado de forma faseada até janeiro de 2021.

Azul, castanho, rosa, verde e lilás, do menor ao maior valor facial, são as cores que respetivamente predominam nas notas apresentadas esta terça-feira, em Luanda.

A nota de 200 kwanzas será a primeira a entrar em circulação, a 30 de julho próximo, depois seguirá de forma progressiva a nota de 500 kwanzas, em 17 de setembro, a de 1.000 kwanzas, em 01 de outubro, de 2.000 kwanzas, em 11 de novembro, e a de 5.000 kwanzas, em janeiro de 2021.

Segundo o BNA, as novas notas de 200 kwanzas a 2.000 kwanzas, feitas em material de polímero (plástico), contêm elementos de segurança “inovadores que previnem a contrafação, têm maior durabilidade e apresentam níveis de menor desgaste e deterioração”.

Já a nota de 5.000 kwanzas, de maior valor facial de série 2020, é feita em material de algodão e possui igualmente elementos de “elevada segurança” como um fio de segurança e marca de água com a representação da figura do “Pensador”, símbolo da cultura angolana.

A nova série da moeda angolana não contempla a nota de 10.000 kwanzas (15 euros) como inicialmente previsto.

É característica comum no reverso de todas a notas a insígnia da República, a diversidade geográfica e cultural de Angola, bem como um micro texto com a letra integral do Hino Nacional de Angola “Angola Avante”.

Sem o rosto do antigo Presidente de Angola, José Eduardo dos Santos, como nas notas da série 2012, a “nova família do kwanza” vai conviver, simultaneamente, com as notas antigas “até que o BNA entenda estarem reunidas condições para pôr fim ao seu curso legal”.

Com dimensão de 120 a 138 centímetros, as novas notas do kwanza possuem também uma impressão com relevo que permite a identificação das mesmas com perceção tátil, sobretudo para os deficientes visuais.

A série 2020 não inclui moedas metálicas, apenas notas. As moedas metálicas da série 2012, nomeadamente de 5 kwanzas (0,0 euro), 10 kwanzas (0,01 euro), 20 kwanzas (0,03 euros), 50 kwanzas (0,07 euros) e 100 kwanzas (0,016 euros) “continuam válidas e a circular”.

Para o banco central angolano, o kwanza tem-se assumido como um dos elementos identitários da nação angolana, “merecendo a confiança de toda a sociedade que deve ser reforçada com aprimoramentos contínuos que protejam a sua integridade”.