Os músico Rodrigo Amado, Angélica Salvi e João Pais Filipe protagonizam “um concerto imersivo à porta fechada” no sábado no Planetário do Porto, que será transmitido ‘online’, revelou a produção.

A atuação dentro do Planetário será feita de improviso pelos três músicos, acompanhando as imagens espaciais que serão projetadas na cúpula da sala, sendo tudo transmitido em direto pela Internet.

De acordo com a produção, a cargo da estrutura Cão Danado, este concerto será marcado “por uma multiplicidade de influências”, do ‘free jazz’ à música clássica, num discurso livre, mas disciplinado”.

A atuação juntará, pela primeira vez, o saxofonista Rodrigo Amado, o percussionista João Pais Filipe e a harpista espanhola Angélica Salvi.

Rodrigo Amado é um dos mais internacionais saxofonistas portugueses, lidera o Motion Trio, integra o Humanization Quartet e lançou em 2018 um álbum, “A history of nothing” com os músicos Joe McPhee, Kent Kessler e Chris Corsano.

João Pais Filipe lançou em abril o álbum a solo “Sun Oddly Quiet”, à margem do trabalho que desenvolve com os projetos HHY & The Macumbas, CZN e Paisiel.

Angélica Salvi, radicada no Porto, tem desenvolvido trabalho como solista na Orquestra Sinfónica da Casa da Música ou com o Remix Ensemble, tendo editado em 2019 o álbum em nome próprio “Phantone”.

O concerto de sábado no Planetário do Porto será transmitido em caodanado.bol.pt/live e os bilhetes custam dois euros.