A Câmara de Paços de Ferreira vai estar encerrada ao público a partir desta quarta-feira, depois de terem sido detetados quatro novo casos de Covid-19 entre os colaboradores da autarquia. Um dos infetados é o presidente da Câmara.

O anúncio foi feito pelo próprio autarca na sua página de Facebook, esta quarta-feira.

“No dia de ontem realizei, como os demais colaboradores do município, o teste à COVID-19! Cumpre-me o dever público de informar a população do meu concelho que fui dos colaboradores da Câmara Municipal que testaram positivo“, lê-se na publicação.

Humberto Brito referiu ainda que, no exercício das suas funções, procurou “sensibilizar a população” para os riscos da contaminação e a “adoção de todas as medidas comportamentais”.

“Tudo o que pudesse dizer agora, para justificar o que quer que fosse, não acrescentaria nenhuma utilidade a esta informação. Assim, como cidadão que sou, igual a qualquer outro, resta-me pedir-vos, neste momento particular da minha vida, o vosso respeito e amizade.”

Depois de ter anunciado na terça-feira a existência de um caso positivo de Covid-19 entre os colaboradores, a autarquia decidiu realizar testes de despistagem a todos os funcionários e foram detetados quatro novos casos positivos, perfazendo um total de cinco casos confirmados.

De acordo com a nota publicada na página de Facebook, a autarquia aguarda “os resultados da totalidade dos testes de despistagem realizados ontem que deverão ser conhecidos ao longo das próximas horas”.

“A Autoridade de Saúde Pública Local, em articulação com a Câmara Municipal, face à situação descrita, decidiu pelo encerramento temporário do edifício sede do Município, encontrando-se todos os colaboradores em isolamento obrigatório, para os que foram testados positivos e isolamento profilático para os demais”, afirmou a autarquia em comunicado.

Durante os próximos dias, o município dará nota da evolução da situação, garantindo “aos munícipes toda a ajuda e colaboração necessária, sobretudo num momento tão complexo e difícil que o concelho, o país e o mundo atravessam”.