Este sábado, o Festival Curtas Vila do Conde promove uma sessão especial em formato drive-in, instalado na Seca do Bacalhau. Na tela serão exibidos cinco filmes premiados ao longo das 27 edições do evento.

Destaque para “Logorama” de François Alaux, Hervé de Crécy e Ludovic Houplain, vencedor do título de Melhor Curta-metragem de Animação nos Óscares e “Panique Au Village: La Bûche De Noël”, de Stéphane Aubier e Vincent Patar. Neste drive-in serão também mostradas algumas curtas portuguesas, como é o caso da multipremiada animação “Amélia & Duarte”, de Alice Guimarães e Mónica Santos ou “A Ver o Mar”, de Ana Oliveira e André Puertas, rodada num local próximo do cenário onde será exibida. Com entrada livre, mas com uma inscrição prévia obrigatória através do site da Câmara Municipal de Vila do Conde, estará o filme “Os Humores Artificiais”, de Gabriel Abrantes, estreado na Berlinale.

O Curtas disponibilizará online mais 16 filmes premiados no festival, estarão disponíveis de 11 a 19 de julho a um preço especial no serviço Video on Demand (VoD) da Agência da Curta Metragem.

Recorde-se que, devido à pandemia da Covid-19, a 28ª edição do Curtas de Vila do Conde acontece entre 3 a 11 de outubro e não em julho como é habitual. “A decisão de adiamento, resultado do surto pandémico que afeta o país, tem vindo a ser acompanhada da procura de novos formatos que possam continuar a trazer o cinema à vida das pessoas”, adianta a organização em comunicado.

As duas iniciativas anunciadas servem assim como “ponto de partida duma estratégia de gradual aproximação do público do festival, num período em que ainda demoramos a retomar os hábitos naturais de partilha, celebração e descoberta que apenas um festival concentrado no tempo e lugar podem proporcionar”, garante Nuno Rodrigues, diretor do Curtas Vila do Conde.