Pode-se gostar mais ou menos das imagens, do grafismo, das palavras escolhidas ou dos ângulos mas as capas dos jornais desportivos acabam por ser sempre um bom barómetro para medir onde está e para onde vai uma equipa e um clube. Esta semana foi um exemplo paradigmático disso mesmo, aplicando esta ideia à realidade do Benfica. É certo que Nelson Veríssimo sempre se colou muito a Bruno Lage, no discurso e na forma de ver o jogo, mas o facto de ter havido uma inversão nos resultados com um triunfo tranquilo frente ao Boavista depois das derrotas com o Santa Clara e o Marítimo levaria de forma inevitável a perguntas como ‘O que mudou? O que foi diferente? Como se explica a melhoria na exibição ou nos golos? O que mexeu com os jogadores?’. Mas não, não foi bem assim.

Benfica empata em Famalicão e adia título do FC Porto (pelo menos por mais uma jornada)

Vejamos então as principais chamadas de primeira página dos jornais desportivos depois do “Grito de Revolta” (Record), do “Vermilhíssimo” (Bola) e do “Arcanjo da Revolta” (Jogo) que se seguiu à vitória com os axadrezados, que manteve a esperança pelo menos matemática no título perante os seis pontos de atraso em relação ao FC Porto. Segunda-feira, dia 6: “Tudo por Jesus, conversações aceleram a partir de quinta-feira”, “Vieira enviou emissário ao Brasil para trazer Jesus”, “Eleições antecipadas em debate”. Terça-feira, dia 7: “Todibo é alvo prioritário, francês visto como alternativa ideal a Rúben Dias”, “Flamengo já sabe do interesse da águia em Jesus”, “Jesus e Vieira entendem-se”. Quarta-feira, dia 8: “Jesus tem cláusula de um milhão para Portugal”, “Veríssimo abre caminho a Jesus”, “Veríssimo até ao fim”. Quinta-feira, dia 9: “Garay é hipótese se Jesus regressar à Luz”, “Vieira que fechar treinador para a semana”, “Garay de volta à borla”. Sobre Famalicão e afins, pouco ou nada.

Este artigo é exclusivo para os nossos assinantes: assine agora e beneficie de leitura ilimitada e outras vantagens. Caso já seja assinante inicie aqui a sua sessão. Se pensa que esta mensagem está em erro, contacte o nosso apoio a cliente.