A Associação Académica de Coimbra (AAC) vai promover no sábado testes de rastreio HIV, sífilis e hepatite, e distribuir roupas, alimentos e material de proteção, durante a iniciativa solidária Street Store AAC, dirigida aos sem-abrigo.

Nos jardins da AAC, junto à Cantina dos Grelhados, os estudantes vão distribuir conjuntos gratuitos com produtos de higiene pessoal e de proteção, nomeadamente máscaras, gel desinfetante, luvas, entre outros.

“Com o intuito de sensibilizar para a questão da Covid-19, assim como abordar a importância de adotar cuidados e medidas de segurança, a AAC vai ainda entregar flyers informativos junto da população, assim como realizar testes de rastreio ao HIV, sífilis e hepatite B e C”, anunciou hoje a entidade que representa os alunos da Universidade de Coimbra, num comunicado enviado à agência Lusa.

A Street Store AAC é um evento dirigido à população com mais necessidades e dificuldades financeiras. O projeto recebeu um valor de 2.000 euros, “que será utilizado nos ‘kits’ de proteção que vão ser entregues”. A iniciativa foi premiada recentemente pelo Banco Santander, ao abrigo do Prémio Santander Uni.Covid-19, que tem como objetivo “apoiar projetos de instituições de ensino que dessem resposta à emergência da Covid-19”.

Daniel Azenha, presidente da Associação Académica de Coimbra, revela que a AAC “tem vindo a desenvolver um conjunto de atividades com o intuito de dar resposta aos problemas que a Covid-19 trouxe”. “Neste tempo de pandemia, é imperativo não nos esquecermos das pessoas com maiores dificuldades, uma vez que as classes mais desfavorecidas acabam muitas das vezes esquecidas”.

Deixa ainda “uma mensagem clara de apoio, de incentivo à solidariedade e sobretudo de que os estudantes do ensino superior devem também ter a capacidade de se organizar e fazer parte das soluções para ultrapassar as adversidades”.

A iniciativa conta com o apoio de instituições como a Associação Existências, a Integrar, a Cáritas, a equipa Reduz da Cáritas, Sem Abrigo Zero, a Cruz Vermelha, a Associação das Cozinhas Económicas Rainha Santa Isabel.

A instituição Farol irá ainda distribuir refeições pela população, estando agendada uma atuação da Secção de Fado da AAC.