O número de casos confirmados de Covid-19 em Portugal subiu para 45.277 esta quinta-feira, 9 de julho, depois de terem sido registados 418 novos contágios nas últimas 24 horas, de acordo com o relatório da Direção-Geral de Saúde. O número de casos aumentou em 0,9%. Já o número de mortos subiu: foram 13, elevando o total de óbitos em todo o país pela pandemia para 1.644.

Do relatório divulgado esta quinta-feira ao início da tarde há vários pontos a destacar: o número de mortes, que é o mais alto a nível nacional desde 1 de junho e o mais elevado em Lisboa e Vale do Tejo desde 24 de abril; a descida considerável dos internamentos para o número mais baixo em pouco mais de uma semana; e a concentração de novos casos em Lisboa e Vale do Tejo.

Mais 13 mortes, no pior dia para Lisboa e Vale do Tejo desde 24 de abril

O boletim da DGS desta quinta-feira, 9 de julho, destaca-se pelo elevado número de mortes: 13. Este valor não só é o mais alto em todo o país desde 1 de junho (foram 14 nesse dia) como é o valor mais elevado para a região de Lisboa e Vale do Tejo desde 24 de abril (em que morreram igualmente 14 pessoas na região da capital).

Entre os mortos, há a referir 12 dos 13 têm mais de 80 anos — dividindo-se entre 5 homens e 7 mulheres. Sobra ainda outro óbito, de uma mulher entre os 50 e os 59 anos.

Número de internados desce para número mais baixo desde 28 de junho

De acordo com a DGS, o atual número de internamentos é de 487, representando assim uma descida de 25 em relação à véspera. Desta forma, este é o número de internamentos mais baixo dos últimos 8 dias, já que a 28 de junho havia 457 pessoas hospitalizadas em Portugal por Covid-19. Além disso, desde 8 de junho que não havia uma descida tão grande em 24 horas do número de pessoas internadas. Se agora há menos 25 internados, há um mês houve uma variação negativa de 32.

Esta variação dos números é feita às custas do internamento geral e não do internamento em Unidades de Cuidados Intensivos, já que neste caso o número de internados desceu apenas de 74 para 73 nas últimas 24 horas.

Lisboa e Vale do Tejo com mais de 3 em cada 4 casos novos

Em linha contínua com a tendência dos dados pelo menos do último mês, a região de Lisboa e Vale do Tejo continua a ser a que mais concentra casos novos em todo o país. Dos 418 novos casos registados nas últimas 24 horas (uma descida relativamente aos 443 da véspera), um total de 328 são na região da capital — o que equivale a 78,5%.

Segue-se depois o Norte (57 casos), o Centro (13), o Alentejo (11), o Sul (7) e os Açores (2). A Madeira não registou nenhum caso.