A morte de mais um idoso, de 86 anos, utente do lar de Reguengos de Monsaraz, elevou para 16 o número de óbitos relacionados com o surto de Covid-19 neste concelho alentejano, divulgou a câmara esta quinta-feira.

No comunicado, a Câmara de Reguengos de Monsaraz (Évora) informou que o doente infetado com Covid-19, que estava internado no Hospital do Espírito Santo de Évora (HESE), morreu “ao final” de quarta-feira, naquela unidade hospitalar.

O número de vítimas mortais resultantes deste surto, que foi detetado a 18 de junho no lar da Fundação Maria Inácia Vogado Perdigão Silva (FMIVPS), ascende assim agora a 16, tendo três dos óbitos ocorrido na instituição de apoio à terceira idade e as outras 13 pessoas morrido no HESE. Os casos ativos do surto da doença provocada pelo novo coronavírus SARS-CoV-2 no concelho ascendem agora a 131 (na quarta-feira eram 133), dos quais 85 no lar da FMIVPS e 46 na comunidade.

Segundo o comunicado da Câmara e Autoridade de Proteção Civil de Reguengos de Monsaraz, com os dados mais recentes da situação epidemiológica, há 14 pessoas curadas deste surto.

Misericórdia de Évora suspende visitas a lares após surto em Reguengos de Monsaraz

A Misericórdia de Évora voltou a suspender esta quinta-feira as visitas aos utentes dos dois lares que possui, devido aos casos positivos de Covid-19 na cidade e no concelho vizinho de Reguengos de Monsaraz, informou o provedor.

“Há uns quantos casos de pessoas contagiadas na zona de Évora, especialmente provocados pelo surto de alguma dimensão existente em Reguengos de Monsaraz”, disse à agência Lusa o provedor da Santa Casa da Misericórdia de Évora (SCME), Francisco Lopes Figueira. Nesse sentido, vincou o responsável, a instituição decidiu, por precaução, “aumentar o distanciamento entre os utentes e outras pessoas”, tendo suspendido as visitas de familiares.

A medida entrou esta quinta-feira em vigor e prolonga-se, pelo menos, por um período de 15 dias, abrangendo as duas estruturas residenciais para idosos da instituição, ambas localizadas em Évora, o Recolhimento Ramalho Barahona e o Lar de Nossa Senhora da Visitação.